quinta-feira, 15 de junho de 2017

JESUS METAFÍSICO


Esse discorrimento que ora aqui se processa é por si só algo de natureza espiritual, metafísica. A temática que estamos abordando aqui é patentemente sobrenatural, sem no entanto buscar entender ou explicar como funciona as coisas no lado de lá;nem mesmo buscar argumentar para convencer que o mundo espiritual é real ; no que estamos evidenciando, já se fica subtendido o mundo espiritual. Apenas aqui apontamos para um fenômeno que ocorre a partir de certos dados que são essas mensagens artísticas, musicais , qual seja, visões de aparições de Jesus. Porém nesta parte do nosso trabalho apontaremos mensagens, letras elaboradas a partir de um viés mais predominante metafísico do fato; ou pelo menos destacaremos a metafísica que a mensagem encerra.

Em “Lindeza”, Caetano Veloso se refere ao objeto da sua mensagem como “vida mais real”. Para quem crê ou sabe do mundo espiritual, o tem como o mundo mais real, porque eterno e imutável; a vida material é efêmera ; é real , mas não mais do que a essência espiritual que é eterna, mais real. Certamente que é isso que o Caetano nos quer significar:

Lindeza
Caetano Veloso

Coisa linda/é mais que uma ideia louca/Ver-te ao alcance da boca/Eu nem posso acreditar//Coisa linda/minha humanidade cresce/Quando o mundo te oferece/e enfim te das, tens lugar//promessa de felicidade,// festa da vontade/nítido farol, sinal/novo sob o sol,/vida mais real//Coisa linda,/Lua Lua Lua Lua/Sol palavra dança nua,/pluma tela pétala//Coisa linda, desejar-te  desde sempre/ter-te agora um dia e sempre,/uma alegria pra sempre

É muito interessante a forma como Moraes Moreira  Vida, em “Vida, Vida”  coloca a coisa. Ele simplesmente diz que alguém ( sujeito oculto ) “mora pra lá do outro mundo”, ora o outro mundo que Moraes fala é o mundo espiritual, como dele temos a referência; porém esse tal de quem Moraes nos fala mora pra lá do “outro mundo”, quer dizer, mora pra lá do mundo espiritual. É comum no espiritismo se dizer que não se encontra Jesus nesse mundo espiritual; que Jesus então, após ter cumprido sua missão se foi para outro planeta, outro mundo, ou outros mundos distantes,  etc. Daí que por isso não se tem notícia de Jesus no mundo espiritual. Segundo o que se pode entender aqui em Moraes Moreira é que onde vive Jesus é algo além do que simplesmente esse mundo espiritual logo contíguo à nossa vida. O astral em que Jesus vive além ainda. Porém está presente entre nós e acompanha a vida, o quanto podemos aqui entender; e ainda atua com boas intervenções cirúrgicas, pontuais.

Vida, Vida
Moraes Moreira

Mora pra lá do outro mundo/E às vezes até/Mora na prece dos sentidos/Sendo que também é/Sensação de viver/Criação, conhecer/Revoar nas asas da imaginação/Para muito além da imensidão/Revoar nas asas da imaginação/Para muito além da imensidão/Vida, vida que mais te quero ainda/Linda vida, que mais te faço linda/Luz da fruta, beleza que desfruta/Das riquezas que Deus em ti oculta/Quero mais


Aqui, com Ney Matogrosso

 Em “Coisa Acesa”,  Moraes Moreira identifica o objeto da sua mensagem como “dádiva da natureza” ; Moraes se sente tão à vontade com aquela presença, que o chama de “nego”, que é uma expressão carinhosa que na Bahia se emprega para se referir diretamente a uma pessoa que consideramos muito. Note também que Moraes fala que “dá sossego”, idéia semelhante a “parar o mar” em Caetano e ‘conseguir viver mais em paz com o mundo” em Chico Cézar:

Atravessei os sete mares/e por todos os lugares/por onde andei/você me dava a vida/foi uma dádiva da natureza/essa coisa acesa/que hoje vejo em ti/não acredito/nem que o mundo chora/foi bonito agora/vi você sorrir/Chega nego, nego, nego, nego/nego, nego, pára/Chega nego, nego, nego/ Tudo que me dá sossego é assim/ chega nego, nego, nego/ vem pra mim


De Moraes  Moreira é também a música “ Fruto Maduro” ,  sucesso na voz de Zizi Possi.
Aqui, nos parece que Moraes associa a figura do bem-te-vi com Jesus, e assim, fica muito apropriado em relação ao acontecimento de ter sido visto por Jesus:

Fruto Maduro
Zizi Possi

Meu sonho é fruto maduro/Meu sonho é fruto maduro/Que bem pode durar uma vida/Quem duvida quem tem vida/Vai idade do mundo tem/A fé que não falha/O amor que não nega, nega, nega, nega.../Meu sonho é fruto proibido/Meu sonho é fruto proibido/Tido como loucura/Brinquedo, promessa, jura, segredo,/Conversa de amor/Ai, meu bem-te-vi um sonho/Ai, meu bem, meu bem/Meu bem-te-vi sonhar

Em “Alma”, letra de Pepeu Gomes , Zélia Duncan fala diretamente ao objeto da mensagem como “alma”.  E quem vai com certeza negar que esta “alma” de que falam é Jesus , visto que tanto Zélia quanto Pepeu estão inseridos aqui entre os “uns que viram Jesus” ? É uma mensagem essencialmente metafísica.

Alma
Zélia Duncan

Alma! Alma! Alma!Alma!/Deixa eu ver sua alma/A epiderme da alma/Superfície!/ Alma!/Deixa eu tocar sua alma/Com a superfície da palma/Da minha mão/ Superfície!... /Easy! Fique bem easy/Fique sem, nem razão/Da superfície!/ Livre! Fique sim, livre/Fique bem, com razão ou não/Aterrize!.../Alma!/Isso do medo se acalma/Isso de sede se aplaca/Todo pesar não existe/Alma!/Como um reflexo na água/Sobre a última camada/Que fica na/Superfície!.../Crise!/Já acabou, livre/Já passou o meu temor/Do seu medo sem motivo/Riso, de manhã, riso
De neném a água já molhou/ A superfície!.../ Alma!/Daqui do lado de fora/Nenhuma forma de trauma/Sobrevive!/Abra a sua válvula agora/A sua cápsula alma/Flutua na superfície!.../Lisa, que me alisa/Seu suor, o sal que sai do sol/Da superfície!/Simples, devagar, simples/Bem de leve/A alma já pousou/Na superfície!.../Alma!Daqui do lado de fora/Nenhuma forma de trauma
sobrevive!/Abra a sua válvula agora/A sua cápsula alma/Flutua na superfície!.../Lisa, que me alisa/Seu suor, o sal que sai do sol/Da superfície!/Simples, devagar, simples/Bem de leve/A alma já pousou/Na superfície!.../Alma!/Deixa eu ver sua alma/A epiderme da alma/Superfície!/Alma!/Deixa eu tocar sua alma/Com a superfície da palma/Da minha mão/Superfície!.../Alma!/Deixa eu ver!/Deixa eu tocar!/Alma! Alma!/Deixa eu ver!/Deixa eu tocar!/Alma! Alma! /Superfície/Alma! Alma!/ALMA!


 A letra a seguir de Pepeu Gomes é bastante sugestiva no sentido de significar a metafísica desta presença da alma à qual aqui nos referimos. Analisando o discurso do artista, percebemos muitos toques da referência a tal presença:

Malacaxêta II
Pepeu Gomes

Tudo em você/É luz áspera, vida/De quase cristal/Brilho da malacaxêta no fosco da Terra/Uma fagulha d'alma/Brasa calma/ Palma da mão/Uma tranquila faísca que dança no meu coração/Tudo em você/É euforia/Insônia/Prazer ligação/Brilho da malacaxeta no olho da noite/Mas é que eu quero sempre/Quero muito/Quero você/ Você produz toda luz/Que eu preciso e que eu gosto de ver...


Pepeu compara alguém com quem encontra, no que se faz um “dia especial”, “um dia de prazer”  a um “raio laser”; ainda o chama de céu astral

Raio Laser
Pepeu Gomes

Um dia especial/Um dia de prazer /É quando encontro você /Meu céu astral/Meu raio laser /É quando quero ser/Apenas seu bebê/Só pra sentir seu carinho/Curtindo você/Num raio laser//É quando quero ser/Quem vai te aquecer/No fogo de uma paixão/No beijo que faz nascer/Um raio Laser



Quem pode ser que Pepeu diz que ‘vai encontrar; que vai lhe levar por um caminho de paz, de luz, pra ser feliz pra valer ?

Pedra Não É Gente Ainda
Pepeu Gomes

Quem não respeita a natureza/Não dá força pra beleza/Não considera a vida/É pedra, não é gente ainda/Quem não constrói com o trabalho/Polui e destrói tudo/Não acredita no amor/Que a gente quer pro outro mundo/Eu vou te encontrar/Você vai me levar/Num caminho de paz/Num caminho de luz/Ser feliz pra valer/Pra viver de verdade/Num caminho de luz/Num caminho de paz/Você não sabe o bem que me faz


Em “Sonhar Acordado”,  Pepeu Gomes canta  “E essa força que é tão leve/Me leva a outro lugar/E me envolve de paz está a falar assim” De quem ele está assim a falar ?

Sonhar Acordado
Pepeu Gomes

Deixar que o dia me amanheça/E a noite em mim se aqueça/E acordado sonhar/ Embriagado de luz/ Sentir os raios em minha pele/E essa força que é tão leve/Me leva a outro lugar/E me envolve de paz/Viver nem que seja/Só um segundo/Que as luzes em mim se acendam/E num lampejo/Sentir/ Tanta delícia/Voar...


Nenhum comentário:

Postar um comentário